Portuguese English French German Italian Russian Spanish
Início > Artigos

Artigos

  • No fio do bigode

    O Globo, em 29/09/2022

    Se vencer no primeiro turno, o ex-presidente Lula não pode cair na esparrela de que a maioria dos eleitores terá votado nele por sua história, por seu carisma. Assim como Bolsonaro nunca foi dono dos 58 milhões de votos que teve em 2018, também Lula não será eleito no primeiro turno, se for, porque o PT, ou mesmo ele, detém a preferência hegemônica dos cidadãos brasileiros.

  • De fome, basta!

    Folha de Pernambuco , em 27/09/2022

    Estarrecedor! Um país que alimenta mais de um bilhão de habitantes no mundo, tem parte dos seus filhos compondo um contingente de mais de 33 milhões de famintos. Um país que é um celeiro mundial do agronegócio tem em todas as suas cinco regiões geográficas índices alarmantes de habitantes com insegurança alimentar. Um país que é um dos maiores produtores de soja, milho, café, carne bovina, suína e de frango, líder das comodities agrícolas permite que a fome alcance índice estratosféricos e em escala ascendente. É muito grave. São pessoas que não tem o que comer.

  • Aposta no escuro

    O Globo, em 27/09/2022

    À medida que se aproxima o dia da eleição, fica claro que não há apoio político nem militar para que o presidente Bolsonaro tente um golpe. As pesquisas mostram que hoje o bolsonarismo é resiliente, mas minoritário. O arroubo militar de querer encontrar nas urnas eletrônicas indícios de fraude foi neutralizado pela ação do Tribunal de Contas da União (TCU), que também fará uma auditoria técnica nelas, nos mesmos moldes pretendidos pelos militares.

  • O povo nas ruas

    O Globo, em 25/09/2022

    No ciclo de palestras sobre o Bicentenário da Independência, que incluiu uma sessão conjunta com a Academia das Ciências de Lisboa, a Academia Brasileira de Letras, através de palestras de um de seus membros, o historiador José Murilo de Carvalho, e do sociólogo Sérgio Abranches, fez uma a avaliação do peso da participação popular no nosso processo histórico, tanto do ponto de vista das manifestações de rua quanto da ampliação cada vez maior historicamente do eleitorado.

  • "Não sabe francês?"

    O Estado de S. Paulo , em 25/09/2022

    Eu já trouxe alguns instantes de Jô Soares. Volto a ele, sinto falta do amigo de uma época em que éramos jovens. Tempos de iniciação, usufruindo a vida. Naqueles anos de Última Hora, ele já tinha certo nome na TV. Mas ainda era uma pessoa que podia circular sem assédio. À noite, tudo era tranquilo. Um dos locais que frequentávamos era o Cine Apolo, na rua Conselheiro Nébias agora estacionamento.

  • Mais do mesmo?

    O Globo, em 22/09/2022

    O presidente Bolsonaro achou que repetindo o que deu certo em 2018 estaria reeleito em 2022, esquecendo que, entre as duas eleições, ele governou o país revelando o que realmente sempre foi: uma pessoa irresponsável, sem empatia, misógina, incompetente, que não teve sucesso em suas promessas liberais na economia ou no combate à corrupção porque não eram verdadeiras.

  • História de Rádio

    Os Divergentes, em 20/09/2022

    A história do rádio no Brasil começou com a paixão de um homem eminente: Edgar Roquette-Pinto, cientista e pioneiro, explorador e professor, escritor e desenhista, um dos grandes nomes da Academia Brasileira de Letras. Jovem médico, tornou-se professor de antropologia, de história natural, de fisiologia. 

  • Tratamento digno

    Jornal Diário do Grande ABC, em 19/09/2022

    Garantir a dignidade do tratamento de quem enfrenta a árdua luta contra o câncer. Esse é, sem dúvida, o principal resultado da importante iniciativa do governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde, de implementar inicialmente em cinco locais de São Paulo o AME (Ambulatório Médico de Especialidades) Oncologia.

  • Sobre a Fundação Fernando Henrique Cardoso

    O Estado de S. Paulo, em 18/09/2022

    A convergência dos atributos de grande intelectual e de notável homem público assinala a identidade de FHC. Integra o capital simbólico da Fundação Fernando Henrique Cardoso (FFHC), por ele criada e concebida como instituição a partidária voltada para pesquisar e debater a agenda do presente na perspectiva do futuro. Alinha-se à sua recorrente preocupação intelectual em captar o novo que aflora na dinâmica dos processos sociais, econômicos e políticos.

  • Coalizão propositiva

    O Globo, em 18/09/2022

    A questão ambiental ganhou definitivamente protagonismo na campanha eleitoral com a adesão de Lula a um programa apresentado por Marina Silva, em nome do partido Rede Sustentabilidade. Foi o primeiro passo para um governo de coalizão baseado em programas de ação, e não em distribuição de cargos ou benesses fisiológicas.

  • Procuram-se votos

    O Globo, em 15/09/2022

    O ex-presidente Lula está demonstrando, mais uma vez, que é uma metamorfose ambulante. Muda de opinião dependendo de a situação ser favorável a ele ou não. Agora se empenha em pedir o voto útil em seu nome já no primeiro turno da eleição e garante que sempre disputou eleição para vencer direto, o que nunca conseguiu, desde 1989, primeira vez em que concorreu à Presidência.

  • O dia em que apertei a mão da rainha Elizabeth II

    O Globo, em 15/09/2022

    Uma das alegrias que tive como secretário de Ciência e Tecnologia da antiga Guanabara foi ter apertado a mão da rainha Elizabeth II, na sua única visita ao Brasil, em 1968. Ela foi recebida no Museu de Arte Moderna, num simpaticíssimo almoço. Esperei pela soberana do Reino Unido ao lado do colunista Ibrahim Sued, com quem treinei o clássico 'Nice to meet you'. Ela nos cumprimentou na entrada do restaurante, sempre sorridente. Da recepção fazia parte o governador Negrão de Lima, que, como embaixador, tinha todo o traquejo diplomático exigido para aquelas ocasiões.

     

  • Agora é na política

    O Globo, em 13/09/2022

    Mais uma frustração para o presidente Bolsonaro. A nova pesquisa do Ipec não traz grandes mudanças e, quando elas acontecem, são a favor de Lula, que voltou a ter a possibilidade de vencer no primeiro turno pelos votos válidos: 51% a 35%. Bolsonaro ficou parado, e Ciro perdeu um ponto percentual para Lula. Nos segmentos em que Lula mais cresceu, como entre as mulheres, Bolsonaro também cresceu.

  • A boca do jacaré

    O Globo, em 11/09/2022

    Do jeito que as coisas vão, tudo indica que o eleitor que não é fanático por Lula nem Bolsonaro terá que enfrentar dilemas éticos e políticos na escolha de seu voto, até mesmo na decisão de anular ou votar em branco. Como o que conta para definir a vitória é ter 50% mais um dos votos válidos, o eleitor que invalidar seu voto estará permitindo que o vencedor precise de menos votos para se eleger.

  • Sem noção

    O Globo, em 08/09/2022

    Passou o 7 de Setembro sem maiores danos à democracia.

    Quer dizer que superamos mais um obstáculo rumo à eleição do próximo presidente da República. O presidente Jair Bolsonaro teve o razoável senso de evitar um enfrentamento com as instituições republicanas, o que mostra que ele não rasga dinheiro quando a situação se aproxima do limite possível dentro da democracia.