Portuguese English French German Italian Russian Spanish
Início > Acadêmicos > Celso Lafer

Perfil do Acadêmico

Quinto ocupante da cadeira 14, eleito em 21 de julho de 2006, na sucessão de Miguel Reale, e recebido em 1º de dezembro de 2006 pelo acadêmico Alberto Venancio Filho.
Cadeira: 
14
Posição: 
Atual
Antecedido por:
Data de nascimento: 
7 de Agosto de 1941
Naturalidade: 
São Paulo - SP
Brasil
Data de eleição: 
21 de Julho de 2006
Data de posse: 
1 de Dezembro de 2006
Acadêmico que o recebeu: 
Fotos relacionadas
Ver todas as fotos

Notícias relacionadas

Artigos relacionados

  • Mercosut: um projeto conjunto que permanece valioso

    O Estado de S. Paulo / Internacional, em 18/09/2021

    A localização geográfica é faceta importante da política externa. O mundo é composto de regiões, e o sistema internacional global as impacta de distintas maneiras. O entorno geográfico é sempre relevante. É a primeira circunstância da ação diplomática.

     

  • O Mal, Schmitt e a nossa circunstância

    O Estado de S. Paulo, em 19/09/2021

    Pe. Antônio Vieira, refletindo sobre o bem e o mal, diz que da sua interação todos padecem: 'Os males porque se temem, os bens porque se esperam; para afligir, o mal basta ser possível e para molestar-se, o bem basta ser duvidoso'. Também pontua: 'O bem conhece-se na privação; o mal, na experiência'. A intensidade da privação do bem e a ampliação da experiência do mal são uma das notas sombrias do mundo contemporâneo. Auschwitz é um paradigma da presença do mal na história humana. O mal é um grande e inquietante tema da teologia e da filosofia que Denis Rosenfield enfrentou com coragem e envergadura no seu recém-publicado Jerusalém, Atenas e Auschwitz, pensar a existência do mal.

  • A Bíblia não é a Constituição

    O Estado de S. Paulo, em 15/08/2021

    “Notável saber jurídico” e “reputação ilibada” são os critérios de escolha de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) estabelecidos pela Constituição. A sua indicação cabe ao presidente da República, mas a escolha só se efetiva depois de avaliação e aprovação pela maioria absoluta do Senado Federal.