Portuguese English French German Italian Russian Spanish
Início > Artigos

Artigos

  • ‘Diários da Presidência, 2001-2002’

    O Estado de S. Paulo, em 15/03/2020

    A publicação deste quarto volume finaliza o disciplinado empenho de Fernando Henrique Cardoso em dar acesso ao registro que fez do dia a dia de suas atividades nos oito anos que presidiu o País. É empreitada de largo fôlego, cujo enredo esclarece como caminhou sem perder o rumo no “grande sertão” da política brasileira no democrático exercício das responsabilidades da Presidência.

  • Liberalismo/liberalismos

    O Estadão, em 16/02/2020

    São muitas as referências ao liberalismo na pauta do debate público. Poucas as considerações mais satisfatórias e abrangentes sobre seu alcance, como expôs com densidade José Guilherme Merquior em O Liberalismo - Antigo e Moderno (1991).

  • Segall e a Lituânia

    O Estadão, em 15/12/2019

    Retorno de uma viagem à Lituânia, após ter estado lá como ministro das Relações Exteriores em 2002, quando pude verificar como o fim da rigidez do poder da guerra fria e a desagregação da União Soviética deram àquele país uma inédita opção histórica de liberdade.

  • Estratégia

    O Estadão, em 20/10/2019

    A palavra estratégia vem do grego strategós, chefe de um exército, donde o verbo strateguein, comandar um exército. 

  • O Brasil e o multilateralismo

    Estadão, em 21/07/2019

    O multilateralismo começou a tomar forma no século 20. Este se caracterizou pela unidade do campo diplomático-estratégico resultante dos processos técnicos, econômicos e intelectuais que unificaram, para o bem e para o mal, a humanidade, tornando o mundo finito. 

  • A democracia e a nossa conjuntura

    O Globo, em 19/05/2019

    Ao longo dos anos 1980, um abrangente consenso em torno da democracia uniu todas as vertentes da oposição ao regime autoritário-militar, favorecendo a redemocratização por meio de uma ação política que se valeu de brechas institucionais existentes.

  • Ruy Barbosa

    O Estadão, em 17/03/2019

    Ruy Barbosa, que nasceu há 170 anos, usufruiu generalizado reconhecimento como ícone intelectual, admirado orador e advogado, homem de notável cultura e excepcional conhecimento da língua portuguesa.