Início > Acadêmicos > Celso Lafer > Celso Lafer

Biografia

Quinto ocupante da cadeira 14, eleito em 21 de julho de 2006, na sucessão de Miguel Reale, e recebido em 1º de dezembro de 2006 pelo acadêmico Alberto Venancio Filho.

Celso Lafer nasceu em São Paulo, SP, no dia 7 de agosto de 1941.

Títulos acadêmicos

Graduado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, USP – 1960-1964.

Mestrado em Ciência Política pela Cornell University (1967) e doutorado em Ciência Política pela mesma Universidade (1970).

Livre-docência em Direito Internacional Público na Faculdade de Direito da USP em 1977 e titularidade em Filosofia do Direito em 1988.

Cargos e funções

Presidente do Conselho de Administração da Metal Leve S/A Indústria e Comércio no período 1993-1995.

Chefe do Departamento de Filosofia e Teoria Geral do Direito da Faculdade de Direito da USP (1993-1995 e 2003-2005).

Co-editor, com Gilberto Dupas, da Revista Política Externe, no período de 2009 - 2009.

Titular, em 2006, da Countries and Cultures Chair, centro John W.Kluge, Bilblioteca do Congresso dos EUA,Washington, DC. 

Ministro de Estado das Relações Exteriores em 1992 e, nesta condição, Vice-Presidente ex-officio da Conferência da ONU sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, a Rio-92.

Ministro de Estado do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, em 1999.

Embaixador, Chefe da Missão Permanente do Brasil junto às Nações Unidas e à Organização Mundial do Comércio em Genebra, de 1995 a 1998.

Presidente do Órgão de Solução de Controvérsias da Organização Mundial do Comércio, em 1996.

Presidente do Conselho Geral da Organização Mundial do Comércio, em 1997.

Presidente do painel da OMC “Índia – Quantitative Restrictions on Imports of Agricultural, Textiles and Industrial Products”, de 1998 a 1999.

Presidente do Conselho Superior de Assuntos Jurídicos e Legislativos da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo – CONJUR/FIESP de 1998 a setembro de 2004.(Licenciado no período em que exerceu função pública).

Ministro de Estado das Relações Exteriores em 2001-2002. Na sua segunda gestão no Itamaraty chefiou a delegação brasileira à Conferência Ministerial da OMC em Doha, que deu início à Rodada de Doha.

É, desde setembro de 2007, Presidente da FAPESP-Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, cujo Conselho Superior integra desde 2003. Presidente do Conselho Deliberativo do Museu Lasar Segall, eleito em 9/12/2003, Presidente do Conselho Editorial da Revista Política Externa desde março de 2009,  Presidente do Instituto Brasileiro de Filosofia, eleito em 11 de abril de 2007, Presidente da Fundação Cultural Ema Gordon Klabin desde dezembro de 1995. É, desde 2002, membro da Corte Permanente de Arbitragem Internacional de Haia, Membro titular da Academia Brasileira de Ciências, eleito em 2004, Membro do Conselho de Administração de Klabin S/A., eleito em 2005, Chefe do Departamento de Filosofia e Teoria Geral do Direito da Faculdade de Direito da USP desde maio de 2009.

Condecorações

Ordem do Congresso Nacional – Comendador – 1987.

Grã-Cruz da Ordem de Rio Branco – Ministério das Relações Exteriores – 1992.

Grã-Cruz da Ordem do Mérito Forças Armadas – Forças Armadas do Brasil – 1992.

Grã-Cruz da Ordem do Mérito Militar – Ministério do Exército – 1992.

Grã-Cruz da Ordem do Mérito Naval – Ministério da Marinha – 1992.

Grã-Cruz da Ordem do Mérito Aeronáutico – Ministério da Aeronáutica – 1992.

Grã-Cruz da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho – 1992.

Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico – Ministério da Ciência e Tecnologia – 2002.

Grã-Cruz da Ordem do Mérito das Comunicações – Ministério das Comunicações – 2002.

Grande Oficial da “Orden de Mayo al Merito” – Governo da Argentina – 1983.

Grã-Cruz da “Orden del Libertador San Martin” – Governo da Argentina – 1995.

Grã-Cruz da Ordem do Infante Dom Henrique – Governo de Portugal – 2001.

Grã-Cruz da Ordem Nacional Condor dos Andes – Governo da Bolívia – 2002. 

Grã-Cruz da Ordem do Mérito – Republica do Ecuador – 2002.

Oficial da Ordem das Palmas Acadêmicas – Governo da França – 2002.

Grande Oficial da Legião de Honra – Governo da França – 2002.

“Condecoración de la Orden Mexicana del Aguila Azteca” – Banda – Governo do México – 2003.

Grã-Cruz da Ordem de Vasco Nuñez de Balboa – Governo do Panamá – 2003.

Prêmios e Distinções

Prêmio Jabuti – Câmara Brasileira do Livro – 1989.

Prêmio Moinho Santista, na área de Relações Internacionais – Fundação BUNGE, SP – 2001.

Prêmio “Personalidade do Ano” outorgado pela Câmara de Comércio e Indústria Luso-Brasileira, Lisboa – 2001.

Doutor honoris causa – Universidade de Buenos Aires – 2001.

Doutor honoris causa – Universidad Nacional de Cordoba – 2002.

“Honorary Fellowship” conferido pela Universidade Hebraica de Jerusalém – Israel – 2006.