Início > Noticias > 'O populismo na Europa' será o tema da palestra na ABL do 'brazilianist' Leslie Bethell, na segunda conferência do ciclo 'Os novos populismos', sob coordenação do Acadêmico José Murilo de Carvalho.

'O populismo na Europa' é o tema da palestra na ABL do 'brazilianist' Leslie Bethell, na segunda conferência do ciclo 'Os novos populismos', sob coordenação do Acadêmico José Murilo de Carvalho

A Academia Brasileira de Letras deu continuidade ao seu ciclo de conferências do mês de setembro de 2017, intitulado Os novos populismos, com palestra do brazilianist inglês Leslie Bethell, historiador e Sócio-Correspondente da ABL. A coordenação foi do Acadêmico e historiador José Murilo de Carvalho.

A Acadêmica e escritora Ana Maria Machado, Primeira-Secretária da ABL, é a Coordenadora-Geral dos ciclos de conferências de 2017.

O ciclo Os novos populismos terá mais duas palestras, às terças-feiras, no mesmo local e horário, com os seguintes dias, conferencistas e temas, respectivamente: dia 19, Sebastião Velasco, A presença da tradição: o populismo nos Estados Unidos; e 26, José Murilo de Carvalho, Povo e política no Brasil.

Foram fornecidos certificados de frequência.

“A palestra examina o conceito do populismo, muito difícil de definir e muito contestado”, adiantou Leslie Bethell, “É entendido como uma prática política, uma estratégia política, não como ideologia política. Abrange os partidos e os movimentos políticos que assumiram uma relação e uma identificação direta com o povo, que é mobilizado contra a elite”.

De acordo com o conferencista, “o populismo tem uma história longa nos Estados Unidos e na América Latina. Desde a década de 80, e especialmente nos anos depois da crise financeira de 2008, os chamados partidos populistas de direita emergiram na maioria das democracias na Europa do Norte e do Oeste, e depois do colapso do comunismo na Europa Central e do Leste”.

Bethell respondeu às seguintes questões: “Como explicar o crescimento do populismo da direita na Europa? Temos razões de ter medo dele? Existe uma ameaça à democracia liberal? Nos anos recentes, os chamados partidos populistas de esquerda emergiram na Europa do Sul. Qual é a diferença em relação ao populismo da direita? O populismo tornou-se uma parte permanente da paisagem política na Europa. Vai continuar a prosperar ou chegou ao seu limite e entrou em um período de declínio?

Saiba mais

Leslie Bethell é Professor Emérito da História da América Latina e ex-diretor do Instituto de Estudos Latino-Americanos na Universidade de Londres; Fellow Emérito do St. Antony's College e ex-diretor do Centro de Estudos Brasileiros na Universidade de Oxford.

Seus livros sobre a história política, social e cultural da América Latina, especialmente do Brasil, nos séculos XIX e XX incluem: The abolition of the Brazilian slave trade (1970; trads.1976 e 2002); (com Ian Roxborough) Latin America between the Second World War and the Cold War (1992; trad., 1996); (com José Murilo de Carvalho) Joaquim Nabuco e os abolicionistas britânicos (2008); Charles Landseer: desenhos e aquarelas de Portugal e do Brasil, 1825-1826 (2010); Joaquim Nabuco no mundo: abolicionista, jornalista e diplomata (2016); e Viva la Revolución. Eric Hobsbawm on Latin America (2016). Também é organizador de Cambridge History of Latin America (12 volumes, 1984-2008), publicado em português (Edusp), espanhol e chinês. Em 2010,

Bethell foi eleito Sócio-Correspondente – um dos vinte membros estrangeiros da ABL–, e recebeu a Ordem Nacional do Mérito Científico. Desde sua aposentadoria da Universidade de Oxford, em 2007, vive no Rio de Janeiro.

06/09/2017

Notícias relacionadas

Vídeos relacionados