Início > Noticias > Professor Márcio Tavares D’Amaral será o conferencista da quarta palestra do ciclo da ABL “Realismo em questão “, sob coordenação do Acadêmico Geraldo Carneiro

Professor Márcio Tavares D’Amaral é o conferencista da quarta palestra do ciclo da ABL “Realismo em questão “, sob coordenação do Acadêmico Geraldo Carneiro

A Academia Brasileira de Letras deu prosseguimento ao seu Ciclo de Conferências do mês de agosto de 2017, intitulado Realismo em questão, com palestra do professor Márcio Tavares D’Amaral. A coordenação foi do Acadêmico e poeta Geraldo Carneiro.

A conferência, intitulada “O sofrimento do real nos tempos de pós-verdade”, foi realizada no dia 22 de agosto, terça-feira, às 17h30min, no Teatro R. Magalhães Jr., Avenida Presidente Wilson 203, Castelo, Rio de Janeiro. Entrada franca.

A Acadêmica e escritora Ana Maria Machado, Primeira-Secretária da ABL, é a Coordenadora-Geral dos ciclos de conferências de 2017.

Foram fornecidos certificados de frequência.

Realismo em questão terá mais uma palestra – Literatura e autorrepresentação –, na terça-feira, dia 29, com o romancista Cristovão Tezza.

“Há um par de décadas o realismo vem deixando de ser um modo de nos aproximarmos do Real” – adiantou o conferencista. “De corrente longamente mais forte na lida com o mundo e a vida, veio a se empobrecer no sistema de pensamento chamado ‘pós-moderno’, e nos modos de organização da sociedade e da cultura que se lhe seguiram. Ouve-se falar em morte do real, esvaziamento da força fundadora do real diante da eficácia tecnológica dos virtuais, fim do sujeito, da representação, da verdade. Oxford escolheu ‘pós-verdade’ como expressão característica de 2016. E vivemos na época dos pós-fatos e dos ‘fatos alternativos’. Das fake news. A palestra destinou-se a pôr em perspectiva e em questão o advento desse paradigma pós-moderno e de dialogar com ele – na medida em que diálogo ainda seja uma estrutura viva do pensamento”.

Saiba mais

Professor titular emérito da UFRJ, Márcio Tavares D’Amaral leciona História da Filosofia na Graduação e na Pós-Graduação da Escola de Comunicação (ECO) da UFRJ. Foi chefe de departamento, Diretor adjunto de Pós-Graduação, Vice-Diretor e Diretor da ECO, de cujo grupo fundador participou.

Membro dos conselhos superiores de ensino e pesquisa da Universidade, foi Diretor do Departamento Cultural da UERJ e Secretário de Cultura do MEC na gestão de Eduardo Portella. Membro do Conselho Federal de Cultura. Bacharel em direito e ciências sociais (PUC-Rio), mestre em comunicação e doutor em letras (UFRJ), pós-doutorado em filosofia (Sorbonne).

Autor de 23 livros, entre poesia, romance, biografias e filosofia. No momento trabalha em uma história dos paradigmas filosóficos –Os Assassinos do Sol – prevista para 8 volumes, dois já publicados, o terceiro na gráfica e o quarto entregue à editora.

16/08/2017

Notícias relacionadas

Vídeos relacionados