Início > Noticias > Acadêmico e economista Edmar Bacha coordena a mesa ‘O impacto da inteligência artificial e automação nas economias emergentes’ na ABC

Acadêmico e economista Edmar Bacha coordena a mesa ‘O impacto da inteligência artificial e automação nas economias emergentes’ na ABC

O Acadêmico e economista Edmar Bacha – participou da equipe econômica que concebeu e implantou o Plano Real –, sexto ocupante da Cadeira 40 da Academia Brasileira de Letras, eleito em 3 de novembro do ano passado, coordenou mesa-redonda na Academia Brasileira de Ciências, na segunda-feira, dia 30 de outubro. A mesa debateu o tema “O impacto da inteligência artificial e automação nas economias emergentes”, às 9 horas.

“Máquinas, softwares e, agora, a inteligência artificial têm automatizado milhões de empregos no mundo. De olho nessa revolução em curso, a Academia Brasileira de Ciências decidiu promover o simpósio. No evento, foram discutidas as questões do impacto da inteligência artificial e da automação na economia, na geração de empregos e na própria forma de “fazer” ciência, em um contexto brasileiro. O encontro teve caráter multidisciplinar, com pesquisadores brasileiros e estrangeiros, de diversas áreas da ciência e foi coordenado pelo Acadêmico Virgílio Almeida”, segundo os organizadores.

Saiba mais

O CONFERENCISTA

Economista, fundador e diretor do Instituto de Estudos de Política Econômica/Casa das Garças, um centro de pesquisas e debates no Rio de Janeiro, Edmar Bacha nasceu em Lambari, Minas Gerais, de uma família de escritores, políticos e comerciantes. Casado com a antropóloga Maria Laura Viveiros de Castro Cavalcanti, tem dois filhos e duas enteadas, além de cinco netos. Concluiu a Faculdade de Ciências Econômicas na Universidade Federal de Minas Gerais e, em seguida, obteve o Ph.D. em Economia na Universidade de Yale, EUA.

É autor de inúmeros livros e artigos em revistas acadêmicas brasileiras e internacionais. Seu último livro é Belíndia 2.0: Fábulas e Ensaios sobre o País dos Contrastes (Civilização Brasileira, 2013). Atualmente, está organizando um novo livro com o título: O Fisco e a Moeda: Ensaios sobre o Tesouro Nacional e o Banco Central, que será publicado no início do segundo semestre. Foi professor de economia em diversas universidades no Brasil e no exterior. No setor público, foi pesquisador no IPEA, presidente do IBGE e presidente do BNDES. No setor privado, foi consultor sênior do Banco Itaú BBA e presidente da Associação Nacional dos Bancos de Investimentos.

27/10/2017